PortuguêsEnglish

Clipping Diversos portais – A segurança digital e os perigos internos

Publicado em 22 de Julho de 2016

Vulnerabilidade interna da rede combina risco digital com acesso de pessoas às áreas físicas do sistema, como discos rígidos, conexões wireless e portas USB

A preocupação com a segurança digital dentro de casa ainda está muito aquém do enorme potencial de dano que o usuário interno representa para o ambiente empresarial, e aqui não me refiro apenas ao indivíduo mal-intencionado, mas também ao mal treinado ou comportamentalmente inepto diante dos riscos externos.

Enquanto 92% dos CIOs se dizem altamente preocupados com riscos de invasões externas, pouco menos da metade desse contingente vê a ameaça interna como extremamente preocupante, segundo pesquisa da Vormetric. Não se trata, é claro, de disseminar uma visão hostil dos colaboradores, mas o perigo é extremamente alto, mesmo se considerarmos o caráter ético e benigno da expressiva maioria.

Chega a ser um dado curioso essa aparente displicência com a vulnerabilidade caseira, tendo-se em conta a extensa literatura que faz referência ao problema, como é o caso de recente estudo da Security Intelligence, o qual mostra que 46% dos prejuízos à segurança empresarial provêm de uso mal-intencionado ou inadequado da rede por parte de colaboradores ou visitantes credenciados.

Curioso e surpreendente, mas nem tão difícil de entender em função de alguns aspectos espinhosos. Ocorre que a segurança interna requer um “pequeno” requisito que grande parte das empresas não tem, que é uma visão sistemática de todo ciclo de informação.

Este conteúdo faz parte do mais novo artigo do Rodrigo Fragola, Presidente da Aker Security Solutions, e foi publicado em diversos portais. Para continuar lendo este artigo, clique em um dos links abaixo:

ITFórum 08/06/2016

Cryptoid 13/06/2016

Revista Portal Fator Brasil 14/06/2016

Connect Media 14/06/2016

Segurança Brasileira 15/06/2016

Document Management 15/06/2016

CIO 15/06/2016

Sindicato Ind. TI – RJ 15/06/2016